in

Caso Henry: advogado abandona defesa de Jairinho após atitude de Monique Medeiros

Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram detidos na última quinta-feira (08), quando o caso completou exatamente um mês.

JOSÉ LUCENA/REPRODUÇÃO/ MONTAGEM: HIGOR MENDES

Responsável até então por defender Jairinho no caso de morte do menino Henry Borel, o escritório França Barreto Advogados, de André Barreto, anunciou na noite desta quarta-feira (14) que abandonou a defesa do vereador no inquérito onde o parlamentar é tido como principal suspeito. 

Publicidade

No comunicado veiculado à imprensa, o escritório pontuou que desde que assumiu a defesa do caso, Jairinho e Monique, mãe de Henry, “a todo momento afirmaram a sua inocência” e que diante disso, não havia impedimento para defender o casal em conjunto.

Contudo, após a decisão dos familiares de Monique de separar as defesas, ocorrido na última segunda-feira (12), o advogado André França resolveu abandonar Jairinho, principalmente após os novos advogados da mãe da vítima explicitarem o desejo de que ela seja ouvida novamente, “de forma isenta”, e contando a verdade. 

Publicidade

“A senhora Monique precisa ser ouvida. A senhora Monique precisa ter voz”, disse o advogado Thiago Minagé, um dos novos representantes de defesa de Monique. 

Publicidade

Depoimentos

Esta semana contará com desdobramentos importantes na apuração do caso que chocou o país. Na segunda-feira (12), a babá de Henry, Thayná de Oliveira, de 25 anos, prestou novo depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca) e trouxe informações importantes. A jovem, que havia mentido e omitido alguns fatos em seu primeiro depoimento, desta feita, revelou situações que comprometem a mãe de Henry no inquérito.

Publicidade

Nesta quarta-feira (14), havia a expectativa de que a irmã de Jairinho e a avó materna de Henry comparecem à 16ª DP, para prestar depoimento ao delegado Henrique Damasceno. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade