in

Avó de Henry dará novo depoimento após babá revelar que ela sabia de agressões; primeiro relato causou espanto

Avó materna do garoto deve comparecer à 16ª DP (Barra da Tijuca) ainda nesta semana.

UOL - R7 - Montagem

As investigações do caso de morte do menino Henry Borel contará com desdobramentos importantes nesta semana. Em entrevista à CNN, o delegado Henrique Damasceno, responsável pela apuração do inquérito, afirmou que vai continuar ouvindo testemunhas importantes para elucidar o caso que chocou o país.

Publicidade

De acordo com a CNN, além de irmã de Jairinho e da empregada doméstica que prestava serviço ao casal, a avó materna de Henry, a professora Rosangela Medeiros, mãe de Monique, comparecerá à 16ª DP (Barra da Tijuca) para conceder novo depoimento sobre o caso.

A oitiva da avó do menino foi motivada após a babá de Henry, Thayná de Oliveira Ferreira, admitir às autoridades que Rosangela Medeiros tinha conhecimento das agressões cometidas contra a criança.  No depoimento prestado na última segunda-feira (12), a jovem de 25 anos relatou que chegou a contar para a mãe de Monique sobre a rotina de violência que Henry era vítima.

Publicidade

No final do mês passado, a mãe de Monique Medeiros prestou depoimento, mas causou espanto ao declarar que quis se poupar ao não buscar maiores esclarecimentos da morte do neto. Na oportunidade, ela disse não se lembrar o que a filha deu como justificativa para a morte do neto. 

Publicidade

Troca de advogado

No início desta semana, Monique Medeiros rompeu com a defesa de Jairinho. Até então, o casal era representado pelo mesmo advogado, André França Barreto, que continua defendendo o vereador de forma isolada no caso.

Publicidade

A nova defesa da mãe de Henry formulará um pedido para que ela possa prestar um novo depoimento sobre o caso. Monique e Jairinho foram detidos na última quinta-feira (8), por atrapalharem as investigações da Polícia Civil, e figurarem como principais suspeitos no caso de morte do menino de 4 anos. 

Publicidade
Publicidade