in

Caso Henry: nova defesa de Monique fará pedido à polícia, adota ‘mudança de estratégia’ e promete ‘verdade’

Monique Medeiros foi levada para penitenciária situada em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

REPRODUÇÃO GLOBO / REPRODUÇÃO RECORD TV

Detido pela Polícia Civil desde a última semana por ser suspeita de envolvimento na morte do próprio filho, o menino Henry Borel, de 4 anos, e atrapalhar as investigações do caso, a professora Monique Medeiros apresentou novos advogados no início da semana, rompendo de vez com a defesa do advogado André França Barreto, que representava ela e Jairinho.

Publicidade

Enquanto Barreto continua defendendo Jairinho, Monique agora é representada por Thiago Minagé e Hugo Novais. Em suas primeiras movimentações no caso, eles irão formular um requerimento nesta tarde de quarta-feira (14) para que a mãe de Henry seja submetida a um novo interrogatório pela Polícia Civil do Rio. 

Segundo comunicado enviado à imprensa, os dois advogados deverão ter um contato inicial com o Delegado Presidente do Inquérito Policial na 16ª DP (Barra da Tijuca) nesta tarde.

Publicidade

Pedido da família

De acordo com Minagé, a decisão por rompimento com André França, defensor de Jairinho, se deu após consenso de familiares. 

Publicidade

“Assumimos a defesa da Sra. Monique e agora o momento é de estudo a análise do IP. A defesa mudará a estratégia e agora atuará com a verdade. Trabalharemos com os fatos conforme ocorreram”, declarou o advogado em contato com o portal UOL.

Publicidade

Monique e Jairinho estão detidos desde a última quinta (8) e cumprem prisão temporária por 30 dias, enquanto as investigações do caso que chocou o país são concluídas. No início da semana, a babá Thayná de Oliveira esteve na 16ª DP novamente prestando depoimento, e revelou que a mãe do garoto pediu que ela mentisse na primeira oitiva, escondendo as informações que tinha sobre as agressões contra o pequeno Henry. 

Nesta quarta-feira (14), a Polícia Civil deve ouvir a irmã de Jairinho e a empregada doméstica, ambas citadas no depoimento da babá. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade