in

Pai de Henry desabafa após novas revelações em depoimentos: ‘As últimas notícias acabaram comigo’

Leniel Borel entregou o filho para a ex-esposa no dia 7 de março, após passar o final de semana com o garoto.

UOL

As investigações acerca do caso de morte do menino Henry Borel, de 4 anos, contaram com novos desdobramentos nesta semana após depoimento da babá do garoto, Thayná de Oliveira. Diante das revelações expostas em conversas entre ela e a mãe da criança, Monique Medeiros, Thayná contrariou as informações de seu primeiro relato à polícia e complicou a patroa com fortes declarações.

Publicidade

Segundo Thayná, Monique era de fato conhecedora das agressões que Henry sofria, mas pediu que ela apagasse todas as mensagens onde aparecia denunciado as ações de Jairinho. A jovem ainda informou que a avó materna da criança e a irmã de Jairinho chegaram a ter conhecimento dos episódios de agressões que ele era vítima. 

Desabafo

Acompanhando as investigações de perto, o pai de Henry, o engenheiro Leniel Borel, publicou um desabafo após as informações de como seu filho foi vítima de uma rotina de violência. Se sentindo no “fundo do poço”, ele externou o sentimento de sofrimento com os desdobramentos que o caso vem apresentando. 

Publicidade

“As últimas notícias acabaram comigo, cada dia chego mais ao fundo do poço, já não sei se aguento mais. Deus, que a sua justiça seja feita!”, disse o engenheiro em post realizado no Instagram. 

Publicidade

Publicidade

Novos depoimentos

Nesta quarta-feira (14), a Polícia Civil deve ouvir mais duas testemunhas nas investigações do “Caso Henry”.

Citadas em depoimentos da babá Thayná de Oliveira, a empregada doméstica Leila Rosângela prestará uma nova oitiva, uma vez que os investigadores acreditam que ela pode ter mentido no primeiro relato, e também a irmã de Jairinho, Thalita, que segundo a babá, teria tido uma conversa com ela, e tomou conhecimento das agressões que o menino era vítima.

Publicidade
Publicidade