in

Técnica de enfermagem é presa com restos de vacina contra a Covid-19 na bolsa

A profissional estava saindo do posto de saúde e seu nervosismo alertou alguns policiais, que a abordaram.

Reprodução/Globo

Uma profissional da saúde foi flagrada e presa em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, ao sair de um posto de saúde portando restos de doses do imunizante CoronaVac, contra a Covid-19, em uma garrafa com gelo dentro de sua bolsa.

Publicidade

O nervosismo da técnica em enfermagem alertou agentes do programa São Gonçalo, operação que reforçou o policiamento na cidade, que a abordaram para questionamentos.

À polícia, a técnica afirmou que guardou os restos das doses que sobraram no fundo de inúmeros frascos, que normalmente sobra após a aplicação, e estava levando pra casa para imunizar seu marido.

Publicidade

Ainda segundo a profissional, as sobras das vacinas foram levadas por ela com a autorização da supervisora e somente o que sobrou foi levado, não ficando sem ser vacinado nenhum morador que tinha direito a receber o imunizante.

Publicidade

Segundo a Prefeitura de São Gonçalo, a administração do imunizante na situação encontrada pela equipe não é segura e o indivíduo que recebesse tais doses não poderia se considerar imunizado por conta da falta de comprovação de eficácia sob essas circunstâncias, já que o armazenamento e o transporte eram totalmente inadequados.

Publicidade

A profissional da saúde prestou depoimento e responderá pelo crime de peculato, que consiste em crime de subtração ou desvio, mediante abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda. A supervisora também foi chamada para prestar esclarecimentos.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.