in

São Paulo retorna a fase vermelha da quarenta; mudanças são realizadas

A fase emergencial terminou no último domingo (11) e impunha medidas restritivas mais rígidas

Foto: Marcelo Brandt/G1

Nesta última segunda-feira (12), o estado de São Paulo retornou a fase vermelha da quarentena. Antes o estado estava sob o regime da fase emergencial, em que as medidas restritivas impostas eram mais rígidas, contudo, apesar de retornar a fase vermelha e haver algumas flexibilizações no funcionamento do comércio, grande parte dos serviços permanecerão fechados. A fase vermelha deverá durar até o dia 18 de abril.

Publicidade

A fase emergencial da quarentena em São Paulo se encerrou no último domingo (11), com as medidas restritivas São Paulo conseguiu registrar uma ligeira queda na taxa de ocupação dos leitos de UTI, além disso a média móvel de internações por Covid-19 também sofreu uma queda. Mas, o número de infecções e mortes ocasionados pela doença continua alto no estado.

Com a fase vermelha as escolas poderão retornar as suas atividades presenciais, caso sejam autorizados pelas prefeituras dos municípios. Além disso, também será retomada as competições esportivas profissionais, mas ainda sem público. Também será possível a retirada de produtos diretamente nos restaurantes e lojas de materiais de construção, mas no caso de restaurantes ainda não é possível a permanência de clientes no local.

Publicidade

Apesar da flexibilização algumas medidas mais rígidas continuam a ser imposto, por exemplo, o toque de recolher das 20 até às 5 horas foi mantido nessa fase vermelha. Para o cumprimento dessa medida a Polícia Militar e o Procon estão atuando em conjunto e realizando a devida fiscalização.

Publicidade

Os trabalhadores de escritórios continuarão no homeoffice, pois ainda não é permitida a volta presencial. Academias, igrejas, cinemas, shoppings e parques ainda permanecerão fechados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade