in

Fantástico traz novas revelações sobre o caso Henry; laudo aponta 23 pontos lesionados no corpo do menino

No programa exibido neste domingo (11), detalhes exclusivos sobre o caso foram exibidos.

Rede Globo | Divulgação

Neste domingo (11), o programa Fantástico trouxe novas revelações a respeito do caso da morte do menino Henry, de apenas 4 anos. Henry faleceu enquanto estava sob a guarda da mãe e do padrasto no último dia 7 de março. Monique Medeiros e Jairo Souza disseram à polícia que o menino havia sido vítima de um acidente doméstico.

Publicidade

Na última semana, a polícia descartou a hipótese de acidente e prendeu o casal por suspeita de homicídio duplamente qualificado. O programa Fantástico desta semana exibiu informações exclusivas sobre o laudo realizado no corpo de Henry.

De acordo com o documento, o menino possuía 23 pontos lesionados ao longo de todo o corpo, indicando severas agressões. O laudo ainda aponta que a quantidade de lesões externas não poderia ser proveniente de uma queda livre, descartando, desta forma, a hipótese de que o menino tenha caído da cama ou de qualquer outro móvel.

Publicidade

Na última semana, o delegado responsável pelo caso, Henrique Damasceno, afirmou que a polícia conseguiu reunir provas suficientes para pedir a prisão do casal, sobretudo após conseguir prints de uma conversa entre a babá de Henry e Monique no último dia 12 de fevereiro. Na conversa, a funcionária chega a alertar a mãe do menino sobre o comportamento de Jairinho.

Publicidade

Segundo o delegado, Monique possuía a obrigação legar de proteger o filho e afastá-lo do agressor, mas preferiu se manter inerte. Henrique Damasceno afirma, ainda, que a mãe do menino mentiu em depoimento ao falar sobre a relação do namorado com o filho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade