in

‘Dei carro, dei cartão de crédito. Não foi o suficiente’: pai de Henry detalha casamento de 10 anos com Monique

Em entrevista ao Extra, Leniel Borel abriu o jogo sobre relacionamento com a ex-mulher.

EXTRA

Em meio a comoção pela morte de Henry Borel, de 4 anos, o pai do menino conversou com o Extra e abriu o jogo sobre o casamento de 10 anos que viveu com Monique Medeiros, mãe do menino. Leniel Borel contou como começou a relação e também porque o relacionamento chegou ao fim.

Publicidade

Segundo Leniel, ele e Monique se conheceram em 2011 durante um curso. Pouco tempo depois, os dois começaram um relacionamento, passaram a morar juntos e logo em seguida se casaram. Em 2016 nasceu Henry Borel.

O pai de Henry também relatou como o casamento chegou ao fim e disse que, entre inúmeros fatores, a distância por conta de trabalho teria atrapalhado o relacionamento. Leniel também destacou um lado de Monique que o chamava a atenção. “Monique não gosta de ficar em casa. Sempre foi muito consumista, gastava muito”, contou o pai de Henry.

Publicidade

“Eu dei carro, dei cartão de crédito. Não foi o suficiente”, desabafou Leniel Borel, reconhecendo que pode ter errado em tentar dar tudo para a ex-mulher e não ter colocado um freio no consumismo de Monique.

Publicidade

Leniel ainda falou um pouco sobre a personalidade de Monique e contou que a ex-mulher sempre foi muito gananciosa, fato que a teria levado a defender Jairinho mesmo diante da morte do próprio filho. Para o pai de Henry, Monique se submeteu a trocar a vida simples em Bangu por uma luxuosa na Barra da Tijuca por querer sempre mais.

Publicidade

Em busca de justiça, Leniel Borel segue lutando para que os responsáveis pela morte de Henry sejam punidos. Monique e Jairinho continuam presos após a polícia apontar que o casal estaria atrapalhando as investigações sobre a morte da criança.

Publicidade
Publicidade