in

Caso Henry: artistas retratam menino como anjo e Jairinho e Monique como demônios

Grafite foi pintado em murro de avenida de bairro da zona norte do Rio de Janeiro.

Reprodução G1

A morte do menino Henry Borel, de quatro anos, ainda repercute em todo o Brasil. Henry era filho de Monique Medeiros e morava com ela em um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, junto com o padrasto, Jairo Souza Santos Júnior, o vereador Dr. Jairinho.

Publicidade

Segundo a mãe, Henry foi encontrado caído no quarto do apartamento na madrugada do dia 8 de março. Levado ao hospital pelo casal, ele chegou morto ao Barra D’Or. Desde aquele dia, a Polícia Civil iniciou uma investigação devido ao mistério por trás da morte.

O casal alegava acidente doméstico. Laudo do Instituto Médico Legal (IML), para onde Jairinho não queria que o corpo fosse levado, mostrou que ação contundente causou laceração no fígado e hemorragia interna em Henry, além de outras lesões e edemas pelo corpo.

Publicidade

Artistas fazem homenagem a Henry

Na Estrada do Barro Vermelho, no bairro de Rocha Miranda, zona norte do Rio de Janeiro, artistas fizeram um grafite em homenagem a Henry. Na imagem feita em uma parede, o menino é retratado como um anjo. Atrás dele estão Jairinho e Monique, ambos são retratados como demônios.

Publicidade

Jairinho e Monique foram presos na última quinta-feira (8), acusados de tentar atrapalhar a investigação. O delegado Henrique Damasceno, responsável por investigar o caso, não tem dúvidas de que eles cometeram um crime. Jairinho, segundo ele, foi o autor. Monique foi conivente com a situação e não impediu que o filho fosse violentado. Os dois devem ser indicados por homicídio qualificado e tortura ao final do inquérito.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!