in

Mãe de Henry não foi bem aceita pelas outras presas e deve ficar afastada de todas

A professora foi levada para uma unidade prisional localizada na cidade de Niterói.

G1

A mãe e o padrasto de Henry Borel Medeiros foram presos na última quinta-feira (08/04). Eles estão sendo acusados pela polícia de homicídio qualificado pela morte da criança, cujo óbito foi decretado na madrugada do último dia 8 de março no hospital Vila D’or, no Rio de Janeiro.

Publicidade

A prisão de Jairo Souza, conhecido como Dr. Jairinho, e Monique Medeiros, foi realizada durante a manhã, em Bangu. O casal estava dormindo na casa de uma tia da professora. Os dois foram levados para a delegacia e depois encaminhados para suas respectivas penitenciárias.

Monique foi levada pelas autoridades para o Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói. Ao chegar no local, ela ficou separada das outras detentas devido às ordens de isolamento social para evitar disseminação da Covid-19.

Publicidade

Mas nesta sexta-feira (09/04), foi informado, através do portal G1, que Monique Medeiros deve permanecer afastada das outras presidiárias, isso porque a professora não foi bem recebidas pelas colegas de prisão. 

Publicidade

O namorado de Monique, Dr. Jairinho, foi levado para Bangu 8. No local estão outros políticos, condenados pelo crime de corrupção. O juiz ainda não determinou a pena definitiva do vereador e da professora, já que ainda não houve julgamento. A morte de Henry é um dos assuntos mais comentados do momento no Brasil, gerando grande repercussão e forte comoção no país inteiro.

Publicidade

A polícia está dando continuidade as investigações, pois as circunstâncias da morte de Henry ainda não foram completamente esclarecidas pelas informações apuradas até agora.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.