in

Pai de Henry afirma que mãe e avó ajudaram a acobertar agressões de Jairinho: ‘Leniel, esquece isso’

O engenheiro afirmou que a ex-mulher e a ex-sogra desconversavam a respeito do assunto.

UOL | Divulgação | Montagem Ingrid Machado

Desolado após a perda do filho e a prisão da ex-mulher por suposta participação no crime, Leniel Borel, pai de Henry, contou detalhes sobre conversas com Monique Medeiros e Rosângela Medeiros. O engenheiro afirmou que já havia recebido reclamações do filho em relação ao padrasto. Henry, inclusive, teria dito que foi machucado pelo vereador.

Publicidade

Ao conversar com a ex-mulher e com a ex-sogra a respeito do ocorrido, Leniel afirmou que ambas desconversaram e tentaram apaziguar o assunto. De acordo com o site UOL, o pai de Henry disse que não entendeu quais foram as razões que levaram a família a acobertar as agressões.

O engenheiro contou, ainda, que a ex-sogra descartou a possibilidade de o neto estar sendo agredido, e que, por ser uma criança inteligente, estaria fazendo isso para não permanecer na casa da mãe, já que os pais eram recém-separados. Leniel narrou detalhes da conversa que teve com Rosângela Medeiros.

Publicidade

Durante a ligação, Dona Rosângela disse: ‘Leniel, esquece isso. O Henry é muito inteligente! Ele está fazendo isso por causa da nova casa, pois ele não quer ficar lá. Inclusive a Thayná (babá) está do meu lado e disse que ela fica com o Henry o dia inteiro”, contou Leniel.

Publicidade

Na última quinta-feira (8), Jairo e Monique foram presos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro sob suspeita de homicídio duplamente qualificado e por estarem atrapalhando o curso das investigações ao coagirem testemunhas. O casal foi preso preventivamente e a investigação segue seu curso no aguardo de novos laudos periciais.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade