in

Marido morre enquanto esposa era enterrada; ambos faleceram de Covid-19: ‘Acabou com nossa família’

De acordo com familiares, o casal morreu de Covid-19 em menos de 24 horas.

G1

Desde que se espalhou a pandemia do novo coronavírus em todo o planeta, mais de 134 milhões de pessoas já foram infectadas e mais de 2,9 milhões já morreram devido à doença. O vírus surgiu em meados de dezembro de 2019 na China. No Brasil, mais de 13,3 milhões de brasileiros já foram infectados com a doença e mais de 345 mil já morreram.

Publicidade

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil está passando pelo pior momento da pandemia. Nas últimas 24 horas, o Brasil bateu um novo recorde em números de mortes causadas devido complicações da Covid-19, 4.249 brasileiros perderam à vida para o vírus.

Em meio a tantas mortes está a do casal formado por Acir Miguel Lopes, de 65 anos, e sua esposa Marlene de Jesus Gardinal, de 59 anos, eles morreram de Covid-19 em menos de 24 horas de diferença.

Publicidade

De acordo com a neta do casal identificada como Alexandra, quando a sua avó Marlene estava sendo enterra na terça-feira (6), de repente chegou a notícia que seu avô também morreu de Covid.

Publicidade

Foi um momento de terror, de pânico, e parecia um filme de terror. As pessoas ainda não acreditam no que estamos vivendo. Covid é real e acabou com nossa família”, disse Alexandra.

Publicidade

Alexandra relatou que o que mais doeu foi o fato dela não poder se despedir dos seus avós. “Muitas pessoas só veem a real situação que estamos quando o caixão lacrado a ser enterrado for da família. Muitas não querem a vacina. Meus avós não tiveram nem chance de tomar”, desabafou a jovem.

Acir foi o primeiro a ser positivo para a Covid-19 em 27 de março. Uma semana depois, ele precisou ser internado e fazer uso direito de oxigênio e ficou a espera de uma UTI, acabou não resistindo e morreu a espera da vaga.

Dona Marlene deu positivo para a doença no sábado (3), e teve que ser internada. Na segunda-feira (5), ela sofreu uma parada cardíaca e acabou morrendo.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.