in

Cinco dias antes de morrer, Henry fez chamada de vídeo e o que disse sobre Jairinho partiu o coração do pai

A criança faleceu no último dia 8 de março e laudo indica marcas de agressões.

UOL/Montagem

O pai de Henry, menino morto na madrugada do último dia 08 de março, está inconformado com a perda do filho. Durante entrevistas, ele tem criticado o posicionamento da ex-mulher, Monique Medeiros, diante do comportamento agressivo do namorado, o médico e, agora, ex-vereador, Dr. Jairinho.

Publicidade

Leniel Medeiros, pai da vítima, afirmou que o filho frequentemente lhe contava que estava sendo machucado pelo ‘tio’, referindo-se ao padrasto, com quem residia em um apartamento do condomínio Majestic, na Barra da Tijuca, no Rio e Janeiro.

Com as declarações do filho, o engenheiro, que foi casado com Monique por cerca de dez anos, tentou conversar com a mãe da criança algumas vezes sobre o caso, mas ela dizia que se tratava apenas de fruto da imaginação de Henry.

Publicidade

Mas cinco dias antes de morrer, o menino esteve em uma ligação de vídeo com o pai. Leniel havia ligado para Henry e notou que a criança estava com uma aparência de tristeza. Ele questionou a vítima sobre o que havia acontecido e o filho abriu o jogo na frente da avó materna e da babá, Thayná.

Publicidade

Ele atendeu todo tristinho. Eu perguntei o que houve. Ele me disse: ‘Papai, eu não quero ficar na casa nova da mamãe’. Eu perguntei o que tinha acontecido, e ele respondeu: ‘O tio me machuca’. Ele estava perto da avó e da babá. Aí eu disse: ‘Vocês estão vendo aí que não é coisa da minha cabeça? Vocês não falam que sou eu que estou manipulando o Henry para falar isso?‘”, relembrou Leniel.

Publicidade

Neste momento, Monique e Dr. Jairinho encontram-se presos em unidades penitenciárias separadas dos outros detentos.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.