in

Caso Henry: polícia descobre fotos em celular de Monique e detalhe da roupa chamou atenção

A mãe do menino foi levada para uma unidade prisional e ficará isolada das detentas.

O Globo

A mãe e o padrasto do menino Henry Borel Medeiros foram presos na manhã da última quinta-feira (08/04), em Bangu. Eles estão sendo acusados pela Justiça de homicídio duplamente qualificado contra a criança, que tinha apenas quatro anos de idade e havia passado o fim de semana anterior na casa do pai.

Publicidade

Monique Medeiros e Jairinho não resistiram à prisão. Eles foram levados para a 16º para depor novamente ao delegado responsável pelo caso e, em seguida, encaminhados para unidades prisionais diferentes.

Antes da prisão, os aparelhos celulares de Dr. Jairinho e da mãe do menino, foram confiscados pela polícia do Rio de Janeiro. Após análises no smartphone da professora, as autoridades fizeram algumas descobertas.

Publicidade

Um dos detalhes percebidos pela polícia foi a troca de roupa que Monique fez no dia em que foi depor, último 17 de março. Pelas fotografias encontradas no aparelho celular da mãe de Henry, é possível notar que ela inicialmente havia colocado um macacão preto e posado na frente do espelho antes de ir à delegacia expor sua versão sobre a morte do filho.

Publicidade

Em seguida, Monique, ao falar com o advogado, trocou de roupa e vestiu uma roupa social branca, com a qual foi vista no dia em que depôs. No momento, a professora e o namorado estão afastados dos outros detentos em um período de 14 dias de isolamento.

Publicidade

A Justiça, até o presente momento, não determinou a pena definitiva para os acusados. Dr. Jairinho foi exonerado do cargo de vereador que ocupava pelo partido Solidariedade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.