in

Pai abre o coração sobre o último pedido de Henry: ‘Deixa eu ficar mais um dia com você’

O pai do menino Henry Borel falou que o filho fez um pedido emocionante antes de chegar à casa da mãe.

Reprodução/Record TV

O engenheiro Leniel Borel, pai do pequeno Henry Borel abriu o coração em entrevista à TV Globo sobre o último pedido feito por seu filho, morto em 8 de março. 

Publicidade

De acordo com Leniel, o menino fez um último pedido antes de chegar na casa da mãe, Monique Medeiros, que vivia com Dr. Jairinho. O pai afirmou que no momento que chegou no condomínio onde os acusados moravam, Henry pediu: “Deixa eu ficar mais um dia com você”.

A polícia afirma que o responsável pela morte de Henry é o padrasto, o vereador afastado Dr. Jairinho. Tanto ele quanto Monique, que é mãe do menino, foram presos preventivamente nesta quinta-feira (8), exatamente um mês após a morte do menino.

Publicidade

Diante do último momento que teria com seu filho ainda em vida, o pai afirma que entregou o menino para a mãe e ele recusou: “Não papai, não quero ir. Me dá mais um dia”, teria dito a criança.

Publicidade

O pai ainda afirma que explicou para Henry que teria que trabalhar no dia seguinte e que Mônica completou, dizendo que no outro dia ele iria para a escolinha, futebol e natação, mas a resposta do pequeno ainda era negativa: “Não mamãe, eu não gosto”.

Publicidade

Leniel ainda falou sua opinião sobre o posicionamento da ex-mulher: “Eu não acreditava que a Monique como mãe poderia estar encobrindo algo nesse sentido, ou que tivesse esse tipo de participação. Porque mãe é mãe.”

Delegado da Polícia Civil, responsável pelas investigações, Henrique Damasceno, afirmou certeza de que Dr. Jairinho é o responsável por ter agredido o menino e de que Monique Medeiros era conveniente com o que aconteceu.


Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.