in

Grávida de 7 meses morre de Covid-19; ela trabalhava na linha de frente

De acordo com seus familiares, a jovem não foi vacinada contra a Covid-19.

G1

A pandemia do novo coronavírus surgiu em meados de dezembro e 2019 na China está deixando um rastro de morte em todo o planeta. Pouco mais de um ano, a doença já matou mais de 2,89 milhões de pessoas e mais de 133 milhões já foram infectadas. 

Publicidade

O Brasil está passando pelo pior momento desde que o primeiro caso da doença foi detectado. A média de mortes registradas nas últimas 24 horas chegou a 3.700 vidas perdidas. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 341 mil pessoas já morreram e mais de 13,2 milhões de brasileiros já foram infectados com a Covid-19. 

Em meio à tantas vidas perdidas está a da jovem Kelly Arruda, de apenas 27 anos, que estava gestante de sete meses. Kelly morreu na terça-feira (6), em uma unidade médica em Cuiabá, capital do Mato Grosso (MT). 

Publicidade

De acordo com o irmão da vítima identificado como Keythison Marcelo, sua irmã ficou internada cerca de uma semana, mas devido à gravidade da doença acabou morrendo.

Publicidade

Marcelo relatou que o estado de saúde de Kelly piorou de repente e ela teve que ser intuba. Na terça-feira, os profissionais da saúde resolveram fazer uma cesárea de emergência mesmo ela intubada para retirar o bebê.

Publicidade

Porém, após o parto a jovem não resistiu e acabou morrendo. O bebê está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), seu estado de saúde é gravíssimo.

Segundo o irmão da jovem, Kelly trabalhava na linha de frente, mesmo assim ela não tinha sido vacinada contra a doença. Nas redes sociais amigos e familiares lamentaram sua morte. Kelly deixa o esposo e duas crianças pequenas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.