in

Caso Henry: pai do garoto desabafa em profunda comoção; ‘esta infeliz matou meu filho’

Leniel desabafou após prisão de Monique Medeiros e Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho.

Reprodução UOL / Arquivo pessoal Leniel Borel de Almeida

Um mês após a morte do garoto Henry Borel, de apenas quatro anos, na madrugada do dia 8 de março, a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu a mãe dele, Monique Medeiros, e o padrasto, Dr. Jairinho. Os dois estavam na casa de parentes de Monique, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro.

Publicidade

Henry deu entrada no hospital Barra D’Or, na madrugada do dia 8 de março, já sem vida. Laudo do Instituto Médico Legal (IML) indicou que ele morreu devido à laceração no fígado e hemorragia interna causados por ação contundente. A polícia investiga o caso na 16ª DP da Barra da Tijuca.

No último mês, cerca de 20 testemunhas foram ouvidas e os investigadores tentavam montar um quebra-cabeça para saber o que havia acontecido com o garoto. Na manhã desta quinta-feira (8), a prisão foi efetuada. Segundo a polícia, Jairinho teria torturado Henry semanas antes da morte. Monique sabia.

Publicidade

De acordo com a polícia, o casal foi preso porque estava atrapalhando as investigações. Os investigadores acreditam que Henry foi assassinado. No começo das investigações, Monique e Jairinho eram tratados apenas como testemunhas. Logo depois, passaram a ser investigados.

Publicidade

Pai de Henry desabafa

O engenheiro Leniel Borel de Almeida ficou com Henry no fim de semana dos dias 6 e 7 de março. No domingo à noite ele devolveu o filho à mãe. Henry não queria ir e vomitou. Horas depois, o menino estava morto. Leniel desabafou. “Esta infeliz matou meu filho. Meu filhinho deve ter sofrido muito”, afirmou ele em entrevista ao jornalista Carlos de Lannoy.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!