in

Site criado para expor a verdade sobre o caso Henry aponta se havia sangue no apartamento onde o menino morreu

Monique Medeiros e Jairo Souza contrataram uma equipe especializada para administrar o site.

Instagram | Henry Borel Medeiros

O caso sobre a morte do menino Henry Borel segue ganhando novos desdobramentos. Henry faleceu no último dia 7 de março no apartamento onde morava com a mãe e com o padrasto. Monique Medeiros e o vereador Jairo Souza alegam que tudo não passou de um acidente doméstico, porém, o laudo realizado no corpo da criança aponta diversas lesões violentas.

Publicidade

Na última terça-feira (6), o casal criou um perfil no Instagram e um site com o objetivo de esclarecer a verdade sobre a morte do menino. Na página inicial do site que recebe o nome de A Verdade Henry Borel Medeiros, o casal afirma que publicará todas as informações sobre o caso e responderá todas as perguntas de forma franca.

O perfil afirma, ainda, que a decisão foi tomada após inúmeras acusações infundadas contra o casal, que se declara inocente. Na página também é possível encontrar fotos inéditas de Henry na companhia da mãe e do padrasto. Além de vídeos do advogado do casal narrando detalhes sobre as investigações.

Publicidade

O site também responde algumas perguntas sobre a perícia realizada no apartamento onde o menino morreu. Sobre haver sangue da criança no local, o site esclarece: “Todo material foi submetido a exame para detecção se haveria de vestígios de sangue, com o uso do luminol (método de alta sensibilidade) e todos os resultados deram NEGATIVO”.

Publicidade

Publicidade

A defesa de Monique e Jairo ainda alega que pediram à Justiça que seja realizada a perícia no carro do pai da criança, Leniel Borel. O menino foi levado de carro pelo pai até a casa da mãe no último dia 7 de março. Leniel garante que entregou Henry ao casal em perfeitas condições de saúde. Monique e Jairo seguem sendo investigados pela polícia.

Publicidade
Publicidade