in

Anvisa registra mortes provocadas pelo ‘Kit Covid’ e efeito colateral dos medicamentos cresce 558% em um ano

No Rio Grande do Sul um idoso morreu após ser submetido por um médico a uma nebulização com cloroquina.

IstoÉ

Sugerido pelo Ministério da Saúde a pedido do presidente Jair Bolsonaro, o “kit covid” – um coquetel de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19 atingiu o topo no ranking dos remédios que mais tem provocado efeitos colaterais no Brasil.

Publicidade

As informações foram coletadas pelo painel de dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Os dados apontam que os relatos sobre efeitos colaterais e inesperados pelo uso da cloroquina no Brasil teve um pico de 558% de 2019 para 2020. O uso do medicamento foi a causa de morte de nove pessoas. Ontem um idoso também foi a óbito após ser submetido por um médico a uma sessão de nebulização com cloroquina em um hospital no Rio Grande do Sul.

Comparada com outras drogas, os relatos das reações adversas ocasionadas pela cloroquina junto a azitromicina ficaram bem acima da média a partir das notificações feitas à Anvisa pelos profissionais de saúde, pacientes e empresas.

Publicidade

Mesmo diante dos dados, o presidente da república Jair Bolsonaro voltou a defender a ‘liberdade total’ para os médicos receitarem essas drogas para o tratamento da Covid-19. Mesmo diante dos estudos científicos que comprovaram a falta de eficácia desses medicamentos no combate ao vírus, Bolsonaro continua sustentando que o medicamento pode ajudar a salvar vidas no país.

Publicidade

Recentemente o presidente também voltou a destacar esses medicamentos como um dos argumentos para relativizar o isolamento e se posicionar contra as medidas restritivas impostas pelos governos estaduais.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Alessandro Lo-Bianco

Passou pelas redações da BandNews, Editora Abril, Jornal O Dia, Rádio CBN, Jornal O Globo e RecordTV. Autor de 11 livros, é atualmente colunista do programa A Tarde é Sua da Rede TV! Tem nove prêmios de Jornalismo, dois cachorros e é pai de menina.
Instagram: @AlessandroLoBianco