in

‘Teria matado ele no dia seguinte’: mãe de Henry abre o jogo e impacta com revelação sobre Jairinho

Novas declarações de Monique à Roberto Cabrini foram exibidas no Domingo Espetacular.

RECORD TV

A morte do menino Henry Borel, de 4 anos, segue sendo investigada pela polícia e perícias continuam sendo realizadas para apontar o que teria acontecido com a criança no apartamento em que vivia com a mãe e o padrasto. O caso que repercutiu e vem comovendo o Brasil voltou a ser pauta do Domingo Espetacular, e novas declarações de Monique Medeiros foram exibidas ao público.

Publicidade

Roberto Cabrini, que entrevistou com exclusividade a mãe e o padrasto do menino no último domingo (4), falou com uma ex-namorada de Jairinho, que relatou agressões por parte do vereador. Além da entrevista com a mulher que não teve a identidade revelada, foram exibidos aos telespectadores novos trechos de falas de Monique Medeiros, mãe de Henry.

Em dado momento da reportagem, Roberto Cabrini questiona se Monique seria capaz de encobrir algum mal feito por outra pessoa. “Pelo seu marido, por exemplo?”, indagou o jornalista. Chorando, a mãe de Henry afirmou que jamais faria tal coisa e impactou com revelação a respeito do que faria caso soubesse que Jairinho teria sido responsável pela morte do filho.

Publicidade

“Se eu soubesse que fosse ele, teria denunciado no próprio dia, teria matado ele no outro dia”, disse Monique Medeiros no novo trecho da entrevista com Cabrini, exibida no Domingo Espetacular, da Record TV.

Publicidade

Em entrevista com a ex de Jairinho, o jornalista questionou se o vereador seria capaz de algo para deixar Monique em silêncio e ouviu da mulher que o padrasto de Henry teria “o poder de persuasão incrível” e que já foi enganada diversas vezes pelo vereador, que segundo ela finge ser uma pessoa delicada, gentil e atenciosa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade