in

Meninas de 3 e 5 anos são jogadas de muro de quatro metros na fronteira dos EUA

Segundo informações, as meninas foram deixadas no local por um traficante de seres humanos, mas já foram socorridas e estão bem.

Reprodução/Divulgação

Duas meninas equatorianas, de 3 e 5 anos, foram atiradas do alto do muro na fronteira entre os Estados Unidos e México por traficantes de pessoas.

Publicidade

De cima da barreira, que mede 4 metros de altura, sentado, o coiote ergueu e largou as duas meninas sozinhas do lado americano da divisa. As imagens foram flagradas por câmeras de vigilância do local e, depois disso, não demorou para repercutir nas redes sociais e rodear o mundo como mais um símbolo de crise humanitária na fronteira sul dos Estados Unidos.

Em nota oficial divulgadas pela Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, eles afirmam que na terça-feira, 30, um agente observava as câmeras de vigilância do local quando se deparou com um traficante que deixava duas crianças pequenas cair de cima do muro.

Publicidade

Depois disso, as meninas foram resgatadas e levadas até um hospital de Santa Teresa. Na manhã desta sexta-feira, 2, o governo do Equador divulgou novas informações do caso e afirmou que as duas meninas já estão “fora de perigo” e recebendo a devida assistência do consulado do país.

Publicidade

Publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, atualmente vem sofrendo uma grande pressão devido ao recrudescimento da crise migratória na fronteira que liga o país ao México.

De acordo com dados oficiais, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos tem sob custódia cerca de 13 mil crianças migrantes, contudo, a agência de proteção de fronteiras é responsável por mais 5,3 mil.

Segundo a Casa Branca, em torno de 19 mil menores de idade entraram desacompanhados nos EUA através da fronteira do México, isso apenas no mês de março.

Publicidade
Publicidade
Publicidade