in

Caso Henry: horas após a morte do menino, Dr Jairinho demonstrou ‘alegria’ dentro de elevador, diz especialista

A profissional analisou com clareza cada gesto apresentado pelo padrasto do menino

UOL

Nesta quinta-feira (01/04), o Cidade Alerta exibiu uma reportagem acerca do caso do menino Henry Borel Medeiros. A criança, segundo a mãe, foi encontrada por ela desacordada no quarto após ficar sozinha no cômodo por algumas horas.

Publicidade

A matéria exibida pelo programa trouxe grandes revelações, pois a especialista em linguagem facial, Carol Portilho se fez presente na edição para dar seu parecer acerca do comportamento da mãe, Monique Medeiros, e do padrasto, Dr. Jairinho.

Inicialmente, a especialista analisou a entrevista concedida por Monique e o namorado para Roberto Cabrini. Carol afirma que, ao entrar na sala com o entrevistador, Monique sentiu sensação de superioridade e demonstrou não estar aberta a falar sobre a morte de Henry.

Publicidade

Enquanto isso, Dr. Jairinho, segundo Carol, demonstrou muito medo. A especialista ainda analisou outro vídeo. As imagens são do dia em que Henry morreu. Poucas horas depois do óbito do menino ser declarado, o vereador aparece dentro do elevador do prédio onde mora e demonstrou algo totalmente incongruente- palavras de Carol- com o momento em que ele estava passando no momento.

Publicidade

Em parte do vídeo, Dr Jairinho aparece arrumando o cabelo, a barba e a sobrancelha. O comportamento do vereador e médico afirma, segundo a especialista, que o padrasto de Henry estava feliz naquele momento.

Publicidade

A morte do garoto está sendo investigada. Nesta quinta-feira (01/04), a polícia esteve presente no apartamento onde Henry foi encontrado desacordado para realizar uma reprodução da morte da vítima, de quatro anos de idade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.