in

Covid-19: cientistas revelam medida que poderia salvar 22 mil vidas em três semanas

A medida ainda impediria que o país atingisse a marca de 5 mil mortes em 24 horas.

Roberto Costa/Estadão Conteúdo

Mais de 30 cientistas, pesquisadores e economistas assinaram uma carta aberta a favor da adoção de um conjunto de medidas apontadas como recomendações essenciais para conter o avanço das contaminações por Covid-19 no Brasil e, consequentemente, reduzir o número de mortos por conta da doença.

Publicidade

O texto veio a público nesta quinta-feira (1), e foi enviado diretamente para o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, para os governadores e aos prefeitos.

De acordo com os especialistas e estudiosos, três semanas de lockdown durante o mês de abril poderiam poupar cerca de 22 mil vidas, reduzir a média móvel de mortos até pela metade, evitar que o país atinja a marca de 5 mil mortes em 24 horas, ganhar tempo para que seja realizada a vacinação de todas as pessoas idosas com idade superior a 60 anos e dificultar o surgimento de novas variantes, que é uma das maiores preocupações das autoridades sanitárias.

Publicidade

Em relação às perdas econômicas, o texto sugere a criação e concessão de uma parcela única de auxílio emergencial, semelhante ao concedido a uma parcela da população em 2020 e que será pago novamente agora em 2021, para micro e pequenas empresas.

Publicidade

Todo o texto e as propostas apresentadas nele foram desenvolvidos de acordo com estudos realizados pela Impulso Gov, organização brasileira de saúde pública, que indicam um importante impacto positivo a partir de maio com o avanço da vacinação no país. Além disso, a carta integra a campanha #abrilpelavida, que ainda recebe assinaturas em prol do movimento.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.