in

Caso Henry: Polícia descobre mensagens apagadas no celular de Jairinho; advogado se manifesta

Celulares apreendidos com Monique e Jairinho tinha mensagens apagadas em aplicativo.

Reprodução Globo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro segue investigando a morte do garoto Henry Borel. O menino de quatro anos morreu na madrugada do dia 8 de março em situação que não está totalmente explicada. No momento em que tudo aconteceu, ele estava no apartamento onde morava com a mãe e o padrasto.

Publicidade

Monique Medeiros contou à polícia que encontrou o filho caído à beira da cama. Ela e o namorado, Jairo Souza Santos, o vereador Dr. Jairinho, levaram o menino ao Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, mesmo bairro onde eles moram. Henry chegou morto ao hospital.

Desde o dia da morte, a Polícia Civil iniciou as investigações. Ao todo, 16 testemunhas já foram ouvidas, incluindo Jairinho e Monique. Não qualquer acusação formal contra o casal. Na semana passada, a polícia apreendeu 11 aparelhos celulares de pessoas ligadas a Henry.

Publicidade

Analisando os celulares apreendidos na casa de Jairinho, os investigadores identificaram que algumas mensagens foram apagadas. Em um celular apreendido com Monique, também há mensagens suprimidas. Os policiais querem descobrir o que estava escrito. A informação foi divulgada pelo telejornal RJ2, exibido pela TV Globo.

Publicidade

André França Barreto, advogado do casal, afirmou que não sabe se eles apagaram alguma coisa, mas classificou a atitude como normal. “Se apagaram ou não, não tenho essa informação. (…) Desconheço essa informação. E também não estranharia se apagasse porque é comum apagarem dos celulares, eu apago dos meus”, afirmou o profissional que defende Jairinho e Monique.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!