in

Irmãos morrem vítima da Covid-19 com 1h de diferença em cidades vizinhas: ‘Minha família foi devastada’

Outros membros da família também foram infectados e chegaram a ficar internados.

UOL

A pandemia do coronavírus tem provocado um número expressivo de mortes diárias em solo nacional. Nas últimas semanas, tornou-se algo frequente se deparar com óbitos na mesma família com um curto intervalo de tempo, deixando um cenário desolador para os entes que ficam.

Publicidade

Residentes em Jundiaí, no interior de São Paulo, os irmãos Telma Lissandra Barbosa, de 45 anos, e Elton Marques, de 33, entraram para as estatísticas da Covid-19. Eles morreram na última segunda-feira (29), vítimas da doença em cidades vizinhas com uma diferença de pouco mais de uma hora.

Desabafo

Gerente administrativo, Eric Marques, irmão das duas vítimas, fez um desabafo comovente sobre as perdas irreparáveis. 

Publicidade

“Minha família foi devastada e destruída por esse vírus. O que estamos passando eu não desejo para ninguém”, afirmou Eric.

Publicidade

Segundo ele, Telma, que trabalhava como professora, foi a primeira a apresentar os sintomas da Covid-19, no início do mês. Pouco tempo depois, o irmão também começou a sentir sintomas. Em um primeiro momento, os dois iniciaram o tratamento em casa, mas depois de uma piora, tiveram que ser internados.

Publicidade

Telma ficou no Hospital São Vicente, em Jundiaí, enquanto Elton foi levado para a cidade de Louveira, que fica a 15 km de onde eles residiam. Ambos foram intubados no mesmo dia.

Na manhã desta segunda-feira, por volta das 7h20, Telma acabou não resistindo às complicações da doença e morreu. Antes das 9h, quando a família ainda tentava absorver a morte da professora, o hospital de Louveira comunicou que Elton também não havia resistido. Telma tinha pressão alta, já o marceneiro não tinha comorbidades

“Foi um momento de muita dor e muito delicado porque tive que dar a notícia para os meus pais”, lembra Eric.

Os pais das vítimas e o próprio Eric também foram infectados pelo coronavírus, embora tenham sido internados, eles se recuperaram da doença. 

Publicidade
Publicidade