in

Ameaçado na porta de casa, João Doria toma atitude para garantir a segurança de sua família

Em nota, o governador de São Paulo informou medida para garantir a segurança da sua família.

Folhapress

Nesta segunda-feira (29), o governador do estado de São Paulo, João Doria, do PSDB, divulgou que se mudará com sua família para a sede do governo paulista, o Palácio dos Bandeirantes, após diversas ameaças recebidas por ele.

Publicidade

Em nota divulgada à imprensa, Doria afirmou que pessoas com ideologia negacionista da pandemia estariam pondo em risco a sua segurança e a de sua família. As manifestações agressivas teriam ocorrido, inclusive, na porta de sua casa, causando transtornos ao bairro e aos vizinhos.

Segundo ele, a decisão de se mudar para o Palácio dos Bandeirantes, ao menos temporariamente, surgiu diante do radicalismo. “Regredimos a tempos obscuros em que a integridade física daqueles que defendem a vida e a democracia está sob ameaça”, escreveu o governador.

Publicidade

Na nota divulgada pelo governador, ele afirma ainda que o negacionismo na pandemia deixou de ser apenas um delírio das redes sociais e se tornou algo perigoso para a vida, para a ciência e para a democracia. Ele ainda classificou tal atitude como “uma seita intolerante e autoritária”.

Publicidade

Dória afirmou ainda que tem enfrentado seguidores dessa seita de maneira legal, através de inquéritos policiais, ações na justiça, medidas sanitárias e instrumentos da lei e da razão.

Publicidade

O governador ainda ilustrou seus argumentos relembrando ter vivido o mesmo sentimento quando acompanhou seu pai, a quem chamou de democrata cassado pela ditadura, no exílio. “Dessa vez, no entanto, não haverá exílio, nem ditadura. Haverá ciência, vacinas, vidas salvas e democracia”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.