in

Em um único dia, Bolsonaro realiza troca de seis ministros: conheça os novos nomes

Somente nesta segunda-feira (29), Jair Bolsonaro substituiu seis ministros de seu governo.

Instagram/Bolsonaro

A segunda-feira (29) foi de reforma ministerial para o governo de Jair Bolsonaro. O vai e vem nas pastas envolve a troca de seis ministros, confirmada pela Secretaria Especial de Comunicação Social no fim da tarde do mesmo dia.

Publicidade

À frente da Casa Civil, deixa o cargo o general Braga Netto e assume a posição outro general, o Luiz Eduardo Ramos. Já no Ministério da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça deixa o lugar vago enquanto o delegado da Polícia Federal Anderson Gustavo Torres assume a posição.

Para o Ministério da Defesa, o general Walter Souza Braga Netto, oriundo da Casa Civil, assume o lugar do também general Fernando Azevedo. No Ministério das Relações Exteriores, Ernesto Araújo deixa a pasta nas mãos do embaixador e atual cerimonial da Presidência, Carlos Alberto Franco.

Publicidade

Outra mudança ocorrerá na Secretaria de Governo da Presidência da República, no qual a deputada federal Flávia Arruda assume o lugar antes ocupado por Ramos.

Publicidade

A última modificação fica por conta da Advocacia Geral da União, a AGU, em que o ministro André Mendonça retorna e assume o posto deixado por José Levi.

Publicidade

O primeiro a bater em retirada foi o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. O mesmo informou pessoalmente ao presidente a cerca de sua decisão de deixar o cargo. Pouco depois, Bolsonaro pediu a Fernando Azevedo e Silva o cargo no Ministério da Defesa.

Logo em seguida, o advogado-geral da União, ministro José Levi Mello do Amaral Junior, enviou uma carta ao presidente ainda durante a tarde solicitando exoneração do cargo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.