in

Caso Henry: Polícia Civil volta ao local da morte do garoto; o que descobriu?

Perícia durou quatro horas e foi realizada na noite desta segunda-feira (29).

Arquivo pessoal Monique Medeiros / Reprodução Globo

A Polícia Civil voltou ao apartamento onde o garoto Henry Borel, de apenas quatro anos, foi encontrado pela mãe caído no chão, à beira da cama, na madrugada do dia 8 de março. O menino foi levado ao Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, mesmo bairro do apartamento, mas já chegou morto à unidade de saúde.

Publicidade

Henry estava no apartamento com a mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, Jairo Souza Santos, o vereador Dr. Jairinho. Na sexta-feira (26), a Polícia Civil avançou nas investigações e com autorização da Justiça recolheu celulares e computadores dos pais do menino e do padrasto, além de outros familiares.

No mesmo dia, foi determinada quebra de sigilo telefônico e o apartamento onde tudo aconteceu ficou interditado. A chave foi entregue à polícia. Nesta segunda-feira, a Polícia Civil fez nova perícia no local. Os agentes ficaram quatro horas no apartamento de Henry Borel.

Publicidade

O que a Polícia descobriu com essa nova perícia?

Essa informação não foi revelada, mas as análises colhidas pelos investigadores devem ser colocadas no inquérito que apura o caso. Jairinho e Monique prestaram depoimento há duas semanas, na condição de testemunhas. Não há acusação formal contra eles.

Publicidade

Nos próximos dias, mais pessoas devem ser ouvidas. No total, 15 testemunhas depuseram na 16ª DP da Barra da Tijuca. Ex-namoradas de Jairinho também foram ouvidas. Uma delas contou que Jairinho agredia a filha dela, na época com quatro. A adolescente depôs (veja trecho acima) e confirmou as agressões sofridas na infância.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!