in

Empresários avaliam gestão de Bolsonaro como ‘catastrófica’ e dizem que é preciso ‘controlar’ o presidente

Em carta, um grupo de empresário mostrou toda a sua insatisfação diante do governo de Jair Bolsonaro em meio à pandemia.

Alan Santos/PR

Ao que tudo indica a paciência do “mercado financeiro”, como começou a ser chamado os empresários, economistas e banqueiros, se esgotou com o governo do atual presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). O que deixou claro essa insatisfação foi uma carta escrita por alguns economistas e assinada por pessoas influentes do PIB nacional, onde é cobrado uma mudança radical na administração federal, isso tanto no combate à pandemia da Covid-19 quanto nas questões econômicas do País.

Publicidade

De acordo com empresários, as mudanças no comando da Câmara e do Senado, isso com a chegada de Arthur Lira (Progressistas_AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), acabou abrindo um novo caminho para as suas demandas.

De acordo com o que foi apurado pelo Estadão, tanto Pacheco quanto Lira já se reuniram ao menos nove vezes com grupos de executivos, banqueiros e donos de empresas. Nestas conversas, o tom seria de que é necessário “controlar” Bolsonaro.

Publicidade

Um empresário que marcou presença em um desses encontros com os dois parlamentares, em São Paulo, afirmou que diante da atual gestão “catastrófica” em meio à pandemia, o que mais se busca é um diálogo com o Legislativo através de Lira e Pacheco que, segundo ele, são duas pessoas que se mostraram “sensatas”. Ainda segundo o empresário, até o momento o grupo não conseguiu nenhum diálogo com Bolsonaro.

Publicidade

Esse mesmo empresário ainda diz que um dos fatores que mais tem preocupado os empresários brasileiros é a imagem “nefasta” que o País está tendo no exterior, o que acaba prejudicando os negócios de forma direta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade