in

Caso Henry: Dr. Jairinho tentou afogar criança de 3 anos em piscina de casa, diz ex-namorada

As informações foram reveladas nesta semana em depoimento ao delegado.

JORNAL EXTRA | DIVULGAÇÃO | MONTAGEM INGRID MACHADO

O caso do menino Henry Borel, de apenas quatro anos de idade, tem sido um dos assuntos mais comentados do Brasil no últimos dias. O menino foi declarado morto no último dia 8 após ser encontrado inconsciente pela mãe no apartamento onde morava.

Publicidade

O padrasto de Henry, Do. Jairinho, está sendo investigado. A perícia afirmou que, após analisar o corpo do menino, ficou confirmado que a causa da morte não pode ter sido um acidente doméstico, levando em consideração o tipo de ferimento da vítima.

Agora, após o escândalo envolvendo o nome do parlamentar, outros supostos crimes de Dr. Jairinho vieram à tona. Isso porque uma ex-namorada do vereador foi à policia para dizer que ele cometeu agressões enquanto viviam juntos.

Publicidade

No depoimento, a mulher contou que, além de ela e a filha terem sido agredidas, o vereador também chegou a tentar afogar a menina, que na época tinha apenas três anos de idade. Segundo a ex-namorada do parlamentar, a menina contou para a avó que o padrasto segurou sua cabeça dentro da piscina da residência.

Publicidade

Busca e apreensão

Na manhã desta sexta-feira, agentes da 16ª DP (Barra da Tijuca) cumpriram um mandato de busca e foram até o apartamento conde Henry Borel Medeiros foi encontrado desacordado. No loca, as autoridades encontraram computadores e celulares, que foram apreendidos para dar continuação às investigações para determinar a causa da morte da vítima.

Publicidade

A polícia esteve presente na casa de Dr. Jairinho, na residência do pai do vereador, do pai da vítima e também da mãe. Novas informações podem ser divulgadas a qualquer momento a respeito do caso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.