in

Três pessoas morrem após tomar ‘Kit Covid’ indicado por Bolsonaro e cinco ficam com problema no fígado

Não há comprovação científica que o conjunto de remédios sejam aliados contra a doença.

Correio Brasiliense

A pandemia do coronavírus, que provoca a Covid-19, continua provocando a morte de milhares de paciente diariamente, não somente no Brasil, mas também em muitos outros países.

Publicidade

Para tentar frear o avanço da doença, o governo brasileiro tem tomado medidas que acredita ser parte da solução na luta contra a pandemia. Uma delas foi o chamado Kit Covid, que contém azitromicina, hidroxicloroquina e ivermectina,

Mas pelo visto o método não tem se mostrado eficiente na luta contra a Covid-19. O Hospital das Clínicas da Unicamp confirmou que identificou um caso de hepatite medicamentosa relacionada ao uso do kit, defendido com todas as forças pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

Publicidade

O paciente cujo caso tem sido estudado pelo hospital tem 50 anos e, segundo a unidade de saúde, não é portador de nenhuma outra doença que pudesse justificar o problema no fígado que apresentou com o uso dos remédios defendidos pelo presidente.

Publicidade

O homem, cuja identidade não foi divulgada, havia se recuperado do coronavírus há cerca de três meses e começou a apresentar pele e olhos com coloração amarelada. Depois foi diagnosticado com grave problema, quase necessitando de transplante.

Publicidade

De acordo com informações apuradas pelo jornal Folha de São Paulo, três pessoas foram a óbito com problemas no fígado após ingerirem o kit de medicamentos. Mesmo não havendo comprovação científica de que o conjunto de remédios sejam eficazes contra a Covid-19, alguns médicos, assim como o presidente, o estão indicando como arma de combate contra a doença.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.