in

Brasil registra mais de 3 mil mortes em 24 horas e Bolsonaro faz promessa na TV: ‘As vacinas estão garantidas’

O Brasil registrou um novo recorde de mortes no período de 24 horas pela COVID e o presidente fez um pronunciamento na TV.

Reprodução/Poder 360

O coronavírus se espalhou pelo mundo e a pandemia chegou ao Brasil em março de 2020. Muitos acreditavam em uma ação rápida contra o vírus, no entanto, não foi exatamente o que aconteceu e a doença segue a todo vapor fazendo milhões de vítimas em vários países.

Publicidade

Bolsonaro faz pronunciamento na TV

O presidente Jair Bolsonaro foi à televisão após o Brasil registrar um novo recorde de mortes no período de 24 horas, desta vez com mais de 3 mil vidas perdidas. A promessa foi de que as vacinas foram compradas e garantidas para o povo brasileiro.

“Quero tranquilizar o povo brasileiro e afirmar que as vacinas estão garantidas. Ao final do ano, teremos alcançado mais de 500 milhões de doses para vacinar toda a população. Muito em breve, retomaremos nossa vida normal”, disse o presidente.

Publicidade

Bolsonaro foi além e também falou sobre a produção de vacinas em território nacional, garantindo que o Brasil será um país autossuficiente e com capacidade para vacinar sua população em breve e por quanto tempo for necessário na batalha contra o coronavírus.

Publicidade

“Não sabemos por quanto tempo teremos que enfrentar essa doença, mas a produção nacional vai garantir que possamos vacinar os brasileiros todos os anos, independentemente das variantes que possam surgir.”, afirmou.

Publicidade

Luta contra o desemprego

Outro tema abordado e que preocupa milhões de brasileiros foi a questão do desemprego. Se por um lado muitas famílias estão perdendo seus entes queridos, de outro, existe também a luta para colocar comida na mesa. O presidente abordou o assunto: “Em nenhum momento, o governo deixou de tomar medidas importantes tanto para combater o coronavírus como para combater o caos na economia, que poderia gerar desemprego e fome.”, declarou Jair Bolsonaro.

Vale lembrar que 2022 será ano de eleições e a disputa pela presidência promete ser uma das mais acirradas dos últimos anos. Lula se tornou novamente elegível, enquanto Bolsonaro segue com um grupo de fiéis apoiadores. Outros nomes também são citados e ainda não confirmaram participação na corrida presidencial. Dentre eles está o apresentador Luciano Huck, da emissora de televisão Rede Globo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade