in

Caso Henry: testemunha dá depoimento que pode complicar Jairinho; ‘suposta agressão’

Menino de 4 anos morreu no dia 8 de março, horas depois de ser deixado com mãe em um condomínio no Rio.

REPRODUÇÃO RECORD TV / ARQUIVO PESSOAL MONIQUE / CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO MEDEIROS

O caso de morte do menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos, gerou forte comoção nacional nos últimos dias, e ainda vem sendo investigado intensamente pela Polícia Civil.

Publicidade

Ao longo desta semana, o delegado responsável pela apuração do caso, Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), fará oitivas com testemunhas. De acordo com informações do jornal O Globo, uma pessoa ouvida na madrugada desta terça-feira (23), descreveu uma suposta agressão do vereador Dr. Jairinho (Solidariedade), padrasto de Henry, a uma outra criança.

A testemunha, cuja identidade está sob sigilo por conta das investigações, trouxe detalhes acerca de constantes agressões que o menor sofria havia 8 anos. A possível agressão, não teria sido denunciada por receio de uma eventual retaliação por parte do parlamentar. 

Publicidade

Suspeitas 

O delegado responsável pelo caso já havia buscando respostas para as divergências apresentadas nos depoimentos da mãe de Henry, Monique Medeiros, e do Dr. Jairinho. Ao chegarem no hospital com o menino, eles informaram aos médicos que escutaram um barulho no quarto onde a vítima dormia e o encontraram gelado e sem respiração. Contudo, horas mais tarde na delegacia, o casal não mencionou o suposto barulho ouvido. 

Publicidade

Procurado pela reportagem do jornal O Globo, o vereador não se pronunciou sobre o depoimento desta suposta agressão contra outra criança. 

Publicidade

Laudo

O perito responsável por assinar o laudo do exame necrópsico apontou que a causa da morte de Henry Borel foi por hemorragia interna e laceração hepática, provocada por uma ação contunde. O corpo do menino apresentava diversas lesões, que segundo os especialistas, não condizem com um quadro de acidente doméstico.  

Publicidade
Publicidade