in

Jovem morre vítima da Covid-19 após esperar horas por leito em SP; família desabafa: ‘Era uma pessoa de luz’

Beatriz praticava tênis de mesa e chegou a vencer diversos torneios na modalidade.

UOL

O cenário de calamidade na saúde pública por conta da pandemia do coronavírus vem provocando mortes. Em Fernandópolis, no interior de São Paulo, uma jovem de apenas 22 anos morreu em decorrência de complicações oriundas da Covid-19 e teve uma parada cardíaca.

Publicidade

A vítima identificada como Beatriz Janaína Ribeiro esperou por horas na fila para ser transferida a um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com um quadro de saturação abaixo do ideal. Ela estava internada em uma UPA do município. 

Desabafo

Em conversa com o portal UOL, João Araújo, que se identificou como irmão de outra mãe, lamentou a perda familiar e não escondeu o cenário de dor vivenciado. 

Publicidade

“Ela era uma pessoa de luz, mulher cativante, cheia de sonhos, batalhadora, amiga, parceira, guerreira. Sempre pra frente, nada abalava ela. Cheia de sorrisos, brincadeiras, uma companheira inesquecível”, afirmou João. 

Publicidade

Segundo ele, a “meia irmã”, amava se encontrar com os amigos e conversar, sendo uma pessoa bastante querida por todos do seu convívio.

Publicidade

A jovem era formada em Sistemas de Informação, e no momento atuava como gerente de vendas de uma empresa do ramo de e-commerce. Praticante de esporte, a jovem ganhou alguns torneios de tênis de mesa. No ano de 2018, por exemplo, ela chegou a receber o Bolsa Atleta após ser considerada a melhor jogadora da sua escola. Neste mesmo ano, Beatriz ainda faturou o vice-campeonato na modalidade em Jogos Regionais. 

Números

Beatriz foi a 129ª vítima da Covid-19 no município de Fernandópolis desde o início da pandemia. No boletim mais recente divulgado, a cidade do interior paulista computava mais de 7 mil casos positivos da doença, com quase 6,3 mil recuperados. 

Publicidade
Publicidade