in

Carreta com oxigênio tomba no RJ; insumo atenderia 16 mil pacientes de Covid-19 e doenças respiratórias

Carreta tinha como destino final a capital federal, onde centenas de pessoas com Covid-19 aguardam por leitos.

UOL

Um acidente registrado na manhã da última segunda-feira (22), na serra de Petrópolis, no Rio de Janeiro, representou um grande prejuízo para o cenário atual da pandemia do coronavírus. Uma carreta que transportava oxigênio acabou tombando, e dispersando o insumo que poderia atender até 16 mil pacientes.

Publicidade

De acordo com informações repassadas pela Concer (Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio), duas pessoas foram resgatadas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital de Saracuruna, situado em Duque de Caxias (RJ).

No último boletim divulgado, o motorista de 50 anos continuava internado, enquanto o ajudante dele já havia recebido alta médica, uma vez que sofreu apenas cortes leves no rosto. 

Publicidade

Por conta do acidente, o trecho da rodovia ficou interditado por várias horas, sendo liberado totalmente apenas na madrugada de hoje (23). Equipes do Corpo de Bombeiros que atenderam a ocorrência precisaram liberar todo o oxigênio armazenado, o que fez com que o insumo se espalhasse pela pista. 

Publicidade

Dois guindastes foram alugados para que a carreta fosse destombada e colocada em uma área afastada até ser removida por um guincho. 

Publicidade

Destino da carga

Segundo o dono do transporte, o oxigênio seria transportado para o Distrito Federal. A capital do país é um dos locais mais afetados pela pandemia nos últimos dias, e vivencia um cenário de colapso no sistema de saúde, com longas filas de espera por leitos de UTI-covid.

A carga da carreta que poderia abastecer cerca de 16 mil pacientes com coronavírus bem como outras doenças respiratórias estava avaliada em R$ 180 mil.

Publicidade
Publicidade