in

Fiscais fecham balada clandestina na cidade de São Paulo; aglomeração com mais de 50 pessoas

Os fiscais do PROCON fecharam uma balada clandestina na capital paulista com mais de 50 pessoas.

Divulgação/G1

Na madrugada deste domingo (21), os fiscais da Fundação Procon fecharam uma boate clandestina com cerca de 50 clientes. A casa noturna está localizada na região de Interlagos, Zona Sul da capital paulista. A casa de shows El Divino Bar não poderia estar aberta naquele momento.

Publicidade

Devido ao aumento de casos de Covid-19 e o iminente colapso no sistema de saúde, São Paulo resolveu adotar medidas de isolamento social e restrições mais rígidas. Todo o estado se encontra em definitiva quarentena e apenas os serviços essenciais devem permanecer abertos, assim a boate não deveria estar funcionando.

Além dos fiscais do Procon, as equipes da Polícia Civil e Militar e da Vigilância Sanitária também participaram da operação que teve como desfecho o fechamento do estabelecimento. De acordo com o Procon, o dono do estabelecimento foi autuado, e a Vigilância Sanitária constatou que havia alto risco de contágio por coronavírus no local, visto que havia um elevado número de pessoas e a maioria delas não estava de máscara de proteção. Apesar do desrespeito, não foi informado se o dono do local foi detido.

Publicidade

Vale lembrar que recentemente a Polícia Civil do Estado de São Paulo realizou uma operação em que fechou um cassino clandestino. Esse episódio ficou famoso, pois dentro do cassino estava MC Gui e o jogador de futebol Gabigol. Naquela ocasião, os participantes poderiam ser autuados pelo crime contra a saúde pública.

Publicidade

O prefeito da capital paulista, Bruno Covas, declarou que irá tomar medidas para incentivar o distanciamento social para frear o avanço da Covid-19. A prefeitura de São Paulo deve antecipar alguns feriados municipais, a medida já foi adotada em 2020, entretanto, não obteve o efeito esperado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade