in

Caso Henry Borel: mãe e padrasto do garoto dão versões diferentes para a Polícia Civil

Monique e Dr. Jairinho prestaram depoimento em delegacia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Reprodução TV Globo / Arquivo pessoal Monique Almeida

A morte do garoto Henry Borel, de 4 anos, ganhou mais um momento importante nesta sexta-feira (19) ao ser exibida no Jornal Nacional, da Rede Globo. O telejornal é o mais assistido da TV brasileira e o que é exibido no JN costuma ter um alcance e repercussão muito grande.

Publicidade

Henry Borel morreu na madrugada do dia 8 de março, uma segunda-feira. Ele havia passado o fim de semana com o pai, o engenheiro Leniel Borel, e foi levada para a mãe na noite do domingo. Monique Almeida mora em um apartamento da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, com o padrasto do garoto, o vereador Dr. Jairinho.

O Jornal Nacional mostrou que a primeira versão dada por eles, ainda no Hospital Barra D’Or, para onde Henry foi levado e chegou já sem vida, o casal teria ido ao quarto onde o menino estava depois de ouvir um barulho feito por ele durante a madrugada.

Publicidade

Na versão dada à Polícia Civil na 16ª DP da Barra da Tijuca, Monique contou que ela e o namorado assistiam série no quarto de hóspede, enquanto Henry dormia no quarto do casal. Por volta das 3h30, ela acordou com o barulho da TV e foi ao outro quarto ver como o filho estava. O menino estava gelado.

Publicidade

Nesta versão, Monique não falou sobre o barulho feito pelo filho. A Polícia Civil segue investigando o caso e tenta entender tudo o que aconteceu e o que causou a morte por hemorragia e laceração hepática no garoto de apenas quatro anos. Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), os danos foram causados por ação contundente. Por enquanto, não há como dizer o que aconteceu com Henry. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!