in

Lula afirma que pode ser candidato a presidente e pede ajuda a presidente dos EUA

Lula concedeu entrevista a CNN americana e levantou a possibilidade de se candidatar.

Reprodução/TVT

Após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, de suspender as condenações do ex-presidente Lula, muito tem se especulado se o político do Partido dos Trabalhadores entrará para a corrida presidencial de 2022.

Publicidade

Após a decisão de Fachin, Lula se tornou novamente elegível e declarou em entrevista ao canal norte-americano, CNN, que está pensando em concorrer novamente a presidência. Contudo, o ex-presidente do Brasil disse que para que haja sua candidatura será necessário um convite e uma aceitação do PT e seus aliados políticos, Lula também condicionou sua candidatura ao seu estado de saúde.

Após ser preso, Lula ficou fora dos holofotes políticos, contudo, continua sendo o político mais influente do PT e o único candidato a altura de Jair Bolsonaro em 2022. Mesmo com as especulações, o ex-presidente afirmou que no momento sua única preocupação é lutar pela vacinação dos brasileiros contra a Covid-19.

Publicidade

Ainda na entrevista o ex-presidente Lula afirmou que Joe Biden é um alento para a democracia e festejou sua eleição a presidência americana. Lula ainda pediu ajuda a Joe Biden, para que os Estados Unidos ajude o Brasil no processo de vacinação. A ideia do ex-presidente é que a cúpula do G-20 realize uma reunião e como pauta da mesma esteja a ajuda aos países mais prejudicados pela pandemia.

Publicidade

Vale lembrar que a Secretária Especial de Comunicação do governo revelou que o presidente norte-americano, Joe Biden, enviou uma carta ao Brasil. Na carta Biden diz que a relação de amizade entre os países ainda continua e que ajudará o Brasil, principalmente nas questões da saúde e meio ambiente. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade