in

Caso Henry Borel: laudo do IML mostra detalhes da morte que repercute no Brasil

Garoto de 4 anos morreu no dia 8 de março; mãe e padrasto levaram menino ao hospital.

Arquivo pessoal Monique Medeiros da Costa Almeida

A morte do garoto Henry Borel Medeiros, de quatro anos, segue repercutindo. A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando a morte do menino que chegou sem vida a um hospital da zona oeste da cidade no dia 8 de março. Ele estava com hemorragia e edemas.

Publicidade

Henry havia passado o fim de semana com o pai, Lenil Henry de Almeida. Na noite do dia 7, um domingo, ele retornou para a casa da mãe, localizada na Barra da Tijuca. Monique Medeiros da Costa Almeida namora o vereador Jairo Souza Santos, o Dr. Jairinho (Solidariedade-RJ).

Monique e Jairinho prestaram depoimento e contaram à polícia que ouviram um barulho de madrugada. Quando chegaram ao quarto de Henry, ele estava desacordado no quarto. O menino foi levado para o Hospital Barra D’Or, mas já chegou ao local sem vida.

Publicidade

Laudo do IML revela os detalhes da morte de Henry

De acordo com informações divulgadas pela TV Globo, Henry deu entrada no hospital sem vida. O garoto tinha lesões pelo corpo: crânio, fígado, estômago e rins. Havia também manchas roxas. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta a causa da morte do garoto de quatro anos. “Hemorragia interna e laceração hepática (danos no fígado) causada por uma ação contundente (violenta)”, diz o laudo.

Publicidade

Peritos ouvidos pela emissora apontaram que uma queda da cama não poderia causar os machucados que Henry apresentava quando chegou ao hospital. O caso segue acompanhado pela imprensa. A Polícia Civil prossegue com as diligências em busca de repostas sobre a morte de Henry.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!