in

Vereador que é contra o isolamento social sugere pulverizar cidade com veneno para ‘matar’ o coronavírus

O episódio foi registrado na cidade de Canela (RS) e está dividindo opiniões entre os moradores locais.

Jornal O Dia/Divulgação

As opiniões estão divididas na cidade de Canela, localizada na região serrana do estado do Rio Grande do Sul, após o vereador Alberi Galvani Dias (MDB) propor uma medida nada convencional para o enfrentamento ao coronavírus. O político sugeriu que a cidade fosse pulverizada por meio de aviões e helicópteros durante sessão da Câmara de Vereadores nesta segunda-feira (15).

Publicidade

“Quem sabe nós poderíamos pulverizar nossa cidade de avião. Não sei se existe álcool gel líquido ou alguma coisa, porque o vírus está no ar. Pulverizar lavouras, talvez seja uma ideia”, sugeriu o político. Na gravação é possível ver alguns colegas da Câmara dando risada da situação, enquanto outros prestavam atenção nas palavras de Alberi, curiosos com a medida.

“Eu vi que a China pulverizou com drones, um trabalho com cloro e álcool etílico. Lá na China praticamente eliminaram o coronavírus. O vírus está no telhado, nas praças”, prosseguiu o vereador em seu discurso com o intuito de dar votos de credibilidade para a empreitada.

Publicidade

Apesar do argumento de autoridade que o vereador buscou arguir, cabe ressaltar que não há, até o momento, evidências científicas no sentido de que medidas desta natureza possam ser eficientes no combate ao coronavírus. Isto posto, continuam valendo os protocolos básicos de segurança sanitária, comprovados e documentados em todo o planeta, quais sejam, isolamento social, uso de máscaras de proteção e constante higienização das mãos com álcool em gel e, sempre que possível, água e sabão.

Publicidade

Vereador que sugeriu pulverização é contrário às medidas de isolamento

De acordo com informações publicadas pelo Jornal O Dia, o vereador envolvido nas declarações é do mesmo partido que o prefeito da cidade, Constantino Orsolin (MDB). Alberi seria contra as medidas de isolamento social para o enfrentamento da pandemia, ainda que o munícipio esteja com todos os 10 leitos de UTI’s destinados à Covid-19 sob ocupação.

Publicidade

“Fechar comércio, deixar pessoas desempregadas, isso traz um caos social muito grande, e já está provado que isso não funciona”, declarou o vereador para sustentar sua posição.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com