in

Delegada conclui investigação sobre morte de mulher após pintar cabelo em salão de beleza

Caso foi concluído nesta segunda-feira (15) sem indiciamento da cabeleireira.

arquivo pessoal Karine de Oliveira Souza

A morte de Karine de Oliveira Souza, de 34 anos, após pintar o cabelo em salão de beleza de Catalão, cidade do estado de Goiás, teve um desfecho. No dia 10 de fevereiro, Karine passou mal após realizar o procedimento estético. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros.

Publicidade

Levada à Santa Casa de Catalão, a mulher ficou internada em estado grave na unidade de terapia intensiva (UTI). Karine estava inconsciente e teve a morte cerebral confirmada três dias depois. O caso repercutiu em todo o Brasil e a Polícia Civil iniciou investigação.

A dona do salão foi ouvida pelas autoridades e contou que a cliente levou a própria tinta ao salão. O produto era importado. Karine, de acordo com a cabeleireira, não contou que tinha alergia ao produto. Assim que o procedimento começou, a cliente reclamou de formigamento nas mãos e pediu que para que produto fosse retirado.

Publicidade

Logo depois, Karine teve falta de ar e a cabeleireira chamou os bombeiros. Antes de ser encaminhada ao hospital, os bombeiros tiveram que reanimá-la após parada cardiorrespiratória. Uma amiga de Karine contou que ela já havia tido problemas ao aplicar tinta no cabelo em outra oportunidade.

Publicidade

Nesta segunda-feira (15), a delegada Luiza Veneranda, colocou um ponto final no caso. “Não detectamos qualquer indício de autoria ou materialidade de um fato criminoso. Frente a isso, a polícia encerra o caso”, afirmou. A causa da morte foi uma alergia severa no couro cabeludo aliada à asma. A profissional que aplicou a tinta não teve qualquer culpa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!