in

Governo autoriza e preço de remédios sofrerão aumentos

O reajuste no preço dos medicamentos foi aprovado pelo governo federal, preço deverá subir até 4,88%.

Reprodução

Nesta segunda-feira (15), o governo federal publicou no Diário da União, uma portaria que autoriza a elevação no preço dos medicamentos, o aumento poderá chegar até 4,88% e o reajuste poderá ser aplicado de forma imediata.

Publicidade

A nova regulação de preços afetará cerca de 19 mil tipos de medicamentos que estão presente na rede varejista de medicamentos, a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) autorizou o reajuste, que poderá ser até de 4,88% no preço atual dos remédios, a decisão foi promulgada por meio de portaria no Diário da União.

A decisão foi realizada pelo Comitê Técnico-Executivo da CMED, que é um órgão vinculado a Anvisa (Agência Brasileira de Vigilância Sanitária), o reajuste já estava em pauta, entretanto, ele está sendo realizado cerca de 15 dias antes do que era previsto, já que na agenda o reajuste só ocorreria no dia 31 de março.

Publicidade

É através da CMED que o governo controla o reajuste de preços de medicamentos, entretanto, a antecipação do reajuste não foi justificado. O presidente Jair Bolsonaro, anteriormente, já tinha entrado em um acordo com a indústria farmacêutica, para que o reajuste anual de todos os medicamentos fossem adiados por 60 dias.

Publicidade

O aumento nos medicamentos virá na pior fase da pandemia no Brasil, em que várias pessoas estão passando por dificuldades, visto que os tratamentos das doenças além da Covid-19 se tornarão mais caros. O presidente Bolsonaro, justamente tinha realizado o acordo devido à pandemia e pensando no tratamento de outras doenças. Vale lembrar que em junho de 2020 a CMED autorizou um aumento de até 5,21% no preço dos medicamentos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade