in

Ressaltando ser o chefe supremo das Forças Armadas, Bolsonaro diz: ‘eu faço o que o povo quiser’

O presidente Jair Bolsonaro realizou diversas criticas a governadores e prefeitos sobre as novas medidas restritivas em uma live.

Reuters / BBC News Brasil

Na última quinta-feira, 11, em live, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) fez questão de ressaltar ser o comandante supremo das Forças Armadas e disse que fará o que o povo quiser. Além disso, o chefe do Executivo ainda realizou diversos ataques a governadores e prefeitos que vem adotando novas medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19 no país que atualmente vive o seu pior momento desde o início da pandemia.

Publicidade

Bolsonaro diz que o que está em jogo não é o prato de comida, mas sim “a sua liberdade”. O presidente repetiu que irá fazer o que o povo quiser e ressaltou que ele é o chefe supremo das Forças Armadas. “Eu faço o que o povo quiser”, disse.

Ainda na transmissão ao vivo, Bolsonaro ainda diz que seria fácil impor uma ditadura no país, isso ressaltando o fato de que, em meio à pandemia, em algumas cidades, guardas municipais estão colocando a população para dentro de casa. Neste momento, o chefe do Executivo ainda chegou a dizer para que imaginem se fosse as Forças Armadas, e se intitulou o “garantidor da democracia” no Brasil.

Publicidade

Novamente, Bolsonaro criticou as medidas que vêm sendo adotadas por alguns prefeitos e governadores e questionou sobre a preocupação com os brasileiros que precisam trabalhar, para, assim, levar comida para dentro de casa.

Publicidade

Além disso, o chefe do Executivo disse estar preocupado com o número de mortes causadas pela doença no país, no entanto, defendeu que a questão da pandemia seja enfrentada, ressaltando não ter mais como deixar o povo em casa.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade