in

‘Lamento as mortes, mas temos que olhar para frente’, dispara Bolsonaro em evento

Presidente deu declaração durante encontro com parlamentares nesta quinta-feira (11).

Flickr Alan Santos

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou do 1º Encontro da Frente Parlamentar das Pequenas e Médias Empresas, em Brasília, nesta quinta-feira (11), e voltou a falar sobre medidas restritivas durante a pandemia. Bolsonaro criticou o chamado lockdown.

Publicidade

As declarações aconteceram horas depois de o governador de São Paulo, João Doria, anunciar que o estado vai entrar na fase emergencial a partir da próxima segunda-feira (15). As medidas, que fecharão igrejas e interromperão a disputa do Campeonato Paulista, vão valer por 15 dias.

No evento, Bolsonaro questinou até onde o país vai aguentar. Em nenhum momento ele citou João Doria e demonstrou preocupação em relação à economia. “Lamento as mortes, mas temos que olhar para frente”, afirmou o presidente da República no dia seguinte ao Brasil registrar 2.346 mortes por Covid-19 em 24 horas.

Publicidade

“Se a economia colapsar, vai ser uma degraça”, disse Bolsonaro. Desde o começo da pandemia, o presidente tem demonstrado preocupação em relação aos indicados econômicos brasileiros em meio a pandemia do coronavírus. O desemprego tem crescido no país devido ao fechamento de empresas por causa da crise econômica causada pela Covid-19.

Publicidade

Desde março do ano passado, quando a primeira morte foi registrada, mais de 270 mil brasileiros perderam a vida em decorrência da doença causada pelo coronavírus. A pandemia está longe do fim no país e diversos estados estão adotando medidas rigorosas para evitar a disseminação no vírus e causar um colapso no sistema de saúde.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!