in

Auxílio Emergencial: Caixa anuncia medida para beneficiários do programa e traz calendário para a ação

Cronograma seguirá o mês de nascimento de cada beneficiário e será feito de forma escalonada.

Jornal Contábil

Responsável por efetuar os pagamentos do programa Auxílio Emergencial, a Caixa Econômica Federal, divulgou nesta quinta-feira (11), o calendário que os beneficiários e demais usuários do aplicativo Caixa Tem façam a atualização cadastral no aplicativo. 

Publicidade

Segundo o banco estatal, a atualização dos cadastros no Caixa Tem será efetuada de forma escalonada, seguindo o mês de aniversário dos clientes. O cronograma já será iniciado nesta quinta-feira (11), com beneficiários nascidos em janeiro e fevereiro. 

Amanhã (12), será a vez dos beneficiários nascidos em março e abril. O calendário será retomado e concluído na próxima semana. Na segunda (15), quem nasceu em maio e junho será liberado. No dia seguinte, beneficiários e clientes nascidos em julho e agosto poderão realizar a atualização. Quem nasceu em setembro ou outubro faz na quarta (17), e por fim, beneficiários nascidos em novembro e dezembro efetuam a atualização no dia 18. 

Publicidade

Como atualizar

De acordo com a Caixa, o intuito da atualização dos dados é ofertar  ‘mais segurança e praticidade aos clientes’. Para atualizar o aplicativo não é necessário se dirigir até uma agência bancária, e sim apenas acessar o aplicativo e seguir as orientações. 

Publicidade

Os beneficiários do programa Auxílio Emergencial e demais clientes do Caixa Tem precisam acessar a aba conversa “Atualize seu cadastro” no app e na sequência encaminhar a documentação solicitada: foto e documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço).

Publicidade

O envio de toda a documentação é feita exclusivamente pelo celular. Segundo o banco estatal, é de suma importância que todos os usuários façam a atualização para receberem as novas parcelas do benefício.

Após nove pagamentos no ano passado, o Auxílio Emergencial está bem próximo de ter a sua volta oficializada pelo governo federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade