in

Fase roxa, ainda mais restritiva que a vermelha, é estudada pelo governo de SP

A medida já vem sendo discutida há algum tempo, mas o assunto se intensificou nesta semana diante da situação dos leitos e mortes em SP.

André Pera, Agência F8, Estadão Conteúdo

O governo do Estado de São Paulo vem estudando a criação de uma fase ainda mais restritiva em meio à pandemia da Covid-19: a fase roxa. A medida será tomada caso a situação envolvendo os leitos de UTI’s e mortes piore ainda mais no estado.

Publicidade

No entanto, vale ressaltar que a fase roxa não é um assunto novo para o Centro de Contingência do Coronavírus, já que a medida já vem sendo discutida há algum tempo, contudo, se intensificou ainda mais nesta semana. De acordo com informações divulgadas pelo Estadão, o assunto ainda vem gerando conflito entre os 20 especialistas e membros do governo que participam da discussão, isso porque metade dos profissionais estariam a favor da fase roxa, mas a outra metade ainda demonstra resistência sobre a medida.

Ainda segundo informações, provavelmente nada será comentado sobre o assunto durante a coletiva de imprensa desta quarta-feira, 10.

Publicidade

E não é só isso, ainda de acordo com o Estadão, outra pauta que vem sendo discutida no governo é a respeito da continuidade da abertura das escolas públicas e particulares. Vale lembrar que até o momento, São Paulo vem seguindo o mesmo que fizeram alguns países europeus, e assim mantendo as escolas abertas mesmo diante da fase vermelha da Covid-19.

Publicidade

E mais, o governo ainda vem estudando a possibilidade de acatar as recomendações feitas pelo Ministério Público, suspendendo assim o futebol e cultos religiosos. Também nesta quarta-feira, o MP deve se reunir com a Federação Paulista de Futebol para discutir a respeito do assunto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade