in

Auxílio emergencial terá ‘regra do CPF’ para liberação dos novos pagamentos; o que é preciso e como funciona?

Volta do benefício está em estágio avançado e deve ser anunciada nos próximos dias.

Agência Brasil - Caixa

A oficialização da nova rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial está bem próxima de acontecer. Após ser aprovada no Senado, a proposta está sendo votada na Câmara dos Deputados, e no primeiro turno do pleito na Casa já houve a aprovação, restando apenas detalhes para efetivar a sinalização positiva.

Publicidade

Diante do cenário de volta do programa, os beneficiários estão ansiosos para saberem das novas regras e formato do programa, aos poucos os pré-requisitos vão se tornando público.

O primeiro deles é que para receber as novas cotas do benefício, os brasileiros correntistas do banco digital Caixa Tem, da Caixa Econômica Federal, terão que atualizar seus respectivos cadastros. O intuito do banco e do governo federal é evitar ao máximo o índice de fraudes nesta nova fase do programa. 

Publicidade

Documentação

Para a atualização cadastral deverão ser incluídas informações como foto do documento pessoal, seja RG ou CNH, comprovante de residência, além de uma selfie segurando o próprio documento a ser cadastrado.

Publicidade

A atualização cadastral ficará disponível para 100% dos correntistas a partir da sexta-feira (12). Contudo, algumas pessoas já podem efetuar o cadastro. Quem possuir o CPF terminando nos números 00 até 39 (nisso entra 00, 01, 02… 38, 39) já pode fazer atualização nesta terça-feira (09). Para isso, basta acessar o ícone “cliente top” dentro do app Caixa Tem. 

Publicidade

Na quarta-feira (10), as pessoas que possuírem CPF terminando entre 00 e 59 poderão realizar a atualização. Na quinta (11), será a vez dos que possuem o documento com numeração final entre 00 e 79.

Formato e possível início dos pagamentos

Nesta nova fase, o Auxílio Emergencial possuirá três tipos de valores, variando de acordo com a composição familiar. Homens solteiros e sem filhos recebem R$ 175. Mulheres chefes de família serão contempladas com parcelas de R$ 375. Os trabalhadores informais, por sua vez, recebem R$ 250. Ao todo, devem ser quatro parcelas, com início previsto de pagamento ainda neste mês de março.

Publicidade
Publicidade