in

Fornecedora de oxigênio prevê caos como o de Manaus em todo o Brasil

O presidente da Indústria Brasileira de Gases prevê situação caótica para o Brasil se número de contágio não diminuir.

Veja

O Brasil está vivendo um período muito difícil devido ao aumento de casos de Covid-19. Mesmo com o início da vacinação para os grupos de risco, a cada dia que passa, os índices apontam um relevante aumento no número de pessoas contaminadas pela doença, o número de mortos em 24 horas também não está diminuindo e isso traz grande preocupação para os setores de saúde.

Publicidade

Pandemia está se agravando

O presidente da Indústria Brasileira de Gases, (IBG), Newton de Oliveira fez um importante alerta a respeito do caos que a saúde no Brasil está sofrendo. Ele disse que o país pode reviver a crise que aconteceu em Manaus, no início do ano, onde pacientes morreram asfixiados devido à falta de oxigênio nos hospitais, se a pandemia continuar se agravando.

Segundo ele, se a necessidade por esse produto continuar crescendo e não houver um plano eficaz de abastecimento de matéria-prima, ficará muito difícil conseguir atender a todos os hospitais do país.

Publicidade

Pode faltar oxigênio e cilindros

O vírus da Covid-19 ataca principalmente os pulmões sendo necessário, em alguns casos, intubar os pacientes. Mas, sem o oxigênio, ficará muito difícil manter as pessoas vivas em uma situação ainda pior de transmissão e contaminação.

Publicidade

A IBG é uma indústria 100% brasileira que produz os cilindros de oxigênio. Além dela, algumas empresas estrangeiras também dominam o mercado. Mesmo assim, o presidente garante que se não houver uma administração bem feita a respeito dos insumos, o caos que aconteceu em Manaus irá se repetir em todo o país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.