in

Onze pacientes morreram de Covid-19 aguardando transferência para UTI em cidade da Grande SP

Secretária-adjunta de Saúde falou sobre o caos em entrevista à TV Globo.

Reprodução TV Globo

A pandemia do coronavírus continua a fazer muitas vítimas em todo o Brasil. Nos quatro cantos do país, as notícias sobre mortes causadas pela Covid-19 são cada vez mais frequentes. O país ultrapassou a marca de 1,5 mil óbitos em média nos últimos dias.

Publicidade

A cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, vive um momento delicado. Na manhã desta terça-feira (9), a secretária-adjunta da Saúde do município, Thamires May, afirmou que onze pessoas com Covid-19 morreram esperando um leito da unidade de terapia intensiva (UTI).

“No momento estamos com 11 pacientes intubados, 16 aguardando transferência via Cross e tivemos 11 óbitos, infelizmente, esses estavam inseridos no sistema aguardando uma vaga de terapia intensiva”, contou Thamires em entrevista ao telejornal Bom Dia São Paulo, da TV Globo. As mortes ocorreram entre sexta (5) e segunda (8).

Publicidade

Croos é a Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde. As transferências em hospitais do estado são feitas por meio deste sistema, de forma automática. Desde o dia 3, Taboão da Serra não consegue fazer a transferência de pacientes. O sistema de regulação de vagas está em colapso.

Publicidade

Thamires afirmou ainda que precisa que os pacientes graves sejam melhores assistidos pelo estado. Domingos Napoli, gerente médico do Cross, afirmou à Globo que o governo do estado quase triplicou o números de leitos de UTI desde o começo da pandemia. Taboão da Serra não é a única cidade brasileira a experimentar situação como essa. Em cidades de Santa Catarina também faltaram leitos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!