in

Lula diz que poderia concorrer as eleições presidenciais para derrotar o ‘bolsonarismo’

Pesquisa realizada entre os dias 19 e 23 de fevereiro aponta vitória do petista contra Bolsonaro em 2022.

Rede Brasil Atual

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto de Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) entre os dias 19 e 23 de fevereiro, Lula está a frente na corrida pela eleição presidencial de 2022. O sistema de pesquisa Ipec ouviu 2.002 pessoas, em 143 municípios do país, e o levantamento feito mede o potencial de votos para os candidatos.

Publicidade

Durante o levantamento 50% dos entrevistados disseram que votariam no ex-presidente Lula. Já outros 44% do público pesquisado disse que não votaria. O atual presidente Jair Bolsonaro ficou com 12 pontos a menos no potencial de votos, ou seja, 38%. O índice de rejeição de Bolsonaro foi de 56%. Vale lembrar que, até o momento, muitos eleitores questionam se o ex-presidente poderá concorrer as eleições.

Em entrevista concedida ao portal de noticias UOL, com a presença de outros repórteres – como este colunista – Lula abordou o assunto. “Mesmo que a decisão jurídica mude e ele possa se eleger, só buscaria retornar à Presidência se fosse necessário“, disse. Ainda durante a entrevista, Lula reforçou que foi e ainda é refém do que chamou de “a maior mentira contada neste país“.

Publicidade

O ex-presidente afirmou também que espera uma decisão justa da suprema corte (STF) acerca do seu julgamento. O petista considerou que tudo teria sido planejado para que ele não pudesse se candidatar nas eleições presidenciais. “Para que eu seja presidente da República é preciso que haja uma razão”, afirmou ele, concluindo que poderia se candidatar, por exemplo, caso fosse necessário derrotar o que classificou como bolsonarismo. “Não tenha dúvida nenhuma que eu me colocaria à disposição, mas isso ainda tem tempo para ser discutido”, disparou o ex-presidente.

Publicidade

Recentemente, Lula também falou em seu Twitter sobre o plano de vacinação e lembrou que, na época da doença H1N1, o Brasil obteve em poucas semanas um recorde de vacinação. Ele ainda lamentou o atual governo, considerando que não houve planejamento para enfrentar a pandemia que o Brasil atravessa.

Publicidade

Lula se mostrou indignado com a quantidade de vidas perdidas para a Covid-19 e também quanto ao descrédito do atual presidente no Brasil e perante o resto do mundo, com a soma de mortos atingidos nos últimos dias.

Durante a pesquisa realizada, parte da população consultada ainda destacou Lula como o “presidente do povo”, considerando que ele teria sido o presidente que mais deu atenção aos pobres e necessitados. Para isso, foi considerado entre os entrevistados que o ex-presidente teria erradicado grande parte da pobreza, tirando 60 milhões de brasileiros da linha de extrema miséria, além de ter colocado o país em pleno emprego, com apenas 5% no índice de desempregados.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Juan Filder

Jornalista e produtor de conteúdo, começou sua trajetória realizando entrevistas com diversas personalidades da mídia para o segmento de entretenimento e informação, atingindo hoje mais de 1 milhão e meio de acessos em seu canal. Escreveu para diversos veículos como o Terra e também passou pelo SBT, onde cobriu bastidores de programas musicais e trabalhou como apresentador.